Tuesday, February 21, 2017

584.


julião sarmento
cometa

Performance & Conversation
Ace Hotel and Swim Club, Palm Springs
25 Feb | 7 pm

Julião Sarmento has been selected to participate in Desert X at the Coachella Valley. During the VIP Preview, 24 and 25 February, Sarmento will present Cometa an intimate performance piece exploring human relationships.

From Feb 25 through April 30, 2017, the Coachella Valley and its desert landscape will become the canvas for a curated exhibition of site-specific work by established and emerging artists, whose projects will amplify and articulate global and local issues that may range from climate change to starry skies, from tribal culture and immigration to tourism, gaming, and golf. The artworks, in various indoor and outdoor locations, will offer visitors a way to see the valley and reflect on serious and playful issues through the lens of the participating artists' creativity and work.


583.


gustavo sumpta
die zunge an den gaumen nähen / coser a língua ao céu-da-boca
performance: 11 de março, 19.30 h

no âmbito da exposição individual de Gustavo Sumpta em Berlim
Curadoria: Tiny Domingos
Local: rosalux - the Berlin-based art space
Wriezener Str. 12, 13359 Berlin
25 fevereiro – 25 março 2017
de quarta-feira a sábado, 14 -18 h e por marcação
Aberto durante o Kolonie Weekend (26.02): 14 -18 h

A exposição "Coser a Língua ao Céu-da-Boca" tem como ponto de partida o filme de Charles Laughton "A Noite do Caçador" de 1955, em que Robert Mitchum encarna Harry Powel, um terrível manipulador e sedutor que se faz passar por pastor para atingir os seus fins. As suas homilias parodiam os sermões radiofónicos e a eufórica e próspera América dos anos cinquenta e ecoam fortemente na atual era Trump. O filme é também um retrato plural de artistas generosos rejeitados pela moral do seu século.


Tuesday, February 14, 2017

582.




diana policarpo > scratch orchestra all stars
fundraising for resonance fm
15th feb, 7:30 pm
cafe OTO

Members of the legendary Scratch Orchestra come together for a rare night of mind-boggling musical anarchy, to raise funds for the best radio station in the world, Resonance FM. Performers include John White, John Tilbury, Stefan Szczelkun, Dave Smith, Hugh Shrapnel, Frances Rifkin, John Nash, Bryn Harris, Carole Finer,  Linn D, Frank Abbott and Scratch Orchestra co-founder Michael Parsons. With George Chambers, Sharon Gal, Harry Gilonis, Kazuko Hohki, John Lely, Geraldine McEwan, Aine O’Dwyer, Diana Policarpo, Matt Scott, Emmanuelle Waeckerie and Ali Warner. Featuring works by Greg Bright, John Cage, Michael Parsons, Hugh Shrapnel, La Monte Young and more.

Formed in 1969 by Cornelius Cardew, Michael Parsons and Howard Skempton, the Scratch Orchestra remains the most enigmatic and controversial of the experimental musical ensembles of that era. Combining a promiscuous and often irreverent musicality with a deep seriousness of purpose and a radical approach to social organisation, the Scratch Orchestra prefigured global post-modernism while celebrating a peculiarly British sensibility. Exploding with ideas - often contradictory - and drawing equally on established figures of the avant-garde as well as rank amateurs, the Scratch Orchestra’s combination of Fluxus, John Cage, free jazz, performance art, graphic scores, ritual, research projects, serious formal composition, and pop cover versions provided the blueprint for much that has followed. Tonight’s gala event - expect more than a simple concert! - brings together key players from the Orchestra’s heyday, alongside younger performers influenced by the Scratch aesthetic. All proceeds to Resonance FM, whose annual fundraiser runs all this week.
www.resonancefm.com/

Sunday, February 12, 2017

581.


concerto e audição pictórica, (1965)
happening transdisciplinar com
Américo
 Rodrigues, António Poppe, Joana Sá, Lula Pena, Nuno Moura, Natxo Checa e Rafael Toral
12 de fevereiro, 19h
Galeria Zé dos Bois
R. Barroca, 59 1200-047 Lisboa



no âmbito da exposição VERBIVOCOVISUAL

Poesia concreta, visual e experimental portuguesa de 1960 a 1975

12 de Fevereiro a 15 de Abril

Curadoria: Natxo Checa

Horário: Quarta a Sábado, 19h00 às 23h00
       

Wednesday, February 8, 2017

580.


lara boticário
a boneca de porcelana, a pequena amazonas e o opositor deficiente

10 de Fevereiro – sexta das 17h às 19h30 (Parte I)
11 a 18 Fevereiro - na montra - público de rua. todo o dia (Parte II)
18 de Fevereiro – sábado às 19h30 (Parte III)
Rua Poço dos Negros 120
entrada livre

Inspirado numa vida quotidiana, de fervorosas convicções e comoções, que frequentemente reúne experiências, fragmentos de vida, memórias, a Boneca de Porcelana, a Pequena Amazonas e o Opositor Deficiente, funciona como um de trabalho próximo do biográfico, onde a fronteira entre o factual e a ficção se dissipa com o passar de um tempo.

+info: https://laraboticario.wordpress.com

Performance desenvolvida em residência na FAAP - Fundação Armando Alvares Penteado, com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian e apresentada em São Paulo (FAAP) e em Bruxelas (Les Ateliers Claus).
Cão Solteiro Teatro
caosolteiro@gmail.comcaosolteiro@gmail.com

Friday, February 3, 2017

579.


 
manuel dos santos maia
planeamento da cidade para prazeres
performance com antónio preto e ricardo bueno
 
sábado, 4 de fevereiro, 17h 
Casa-Museu Teixeira Lopes, Gaia
integrada na exposição "alheava_o ecrã indiferente” 

curadoria de simone ruivo

rua teixeira lopes, 32
cmteixeiralopes@gaianima.pt / 22 375 1224
 
[imagem de manuela matos monteiro]

Thursday, February 2, 2017

578.


andré guedes
nova árgea

Deambulação sobre a possibilidade do fazer comum a partir da história d'A Comunal – uma cooperativa agrícola que existiu em Torres Novas entre 1974 e 1977 – na companhia da poeta Fiama Hasse Pais Brandão, do urbanista Gaston Bardet, e da artista Clara Batalha.

Com música original de Tiago Miranda, voz e presença de Paula Só e Sara Graça, e a participação de Antonia Buresi, Elizabete Francisca Santos, João Ferro Martins, Matthieu Ehrlacher, Tiago Barbosa e Vera Mantero.

E conversa com antigos membros da Comunal, esse mesmo Sábado, às 19:30.

577.


Quando o meu pai trouxe estes panos ainda não me conhecia | When my father brought these cloths he still didn't know me


é um projecto desenvolvido pela artista Susana Mendes Silva e curado por Antonia Gaeta para o Curatorial Clube | is a project developed by the artist Susana Mendes Silva and curated by Antonia Gaeta for Curatorial Clube


Curatorial Clube é um espaço expositivo online que acolhe curadores que por sua vez convidam artistas a fazer uma acção em espaço público.
Essa acção é registada fotograficamente num formato especifico e apresentada com um texto descritivo. O espaço curatorial em questão é o enquadramento de uma lente de 50 mm ou equivalente.
As acções acontecem e são registadas sem presença de público para a ocasião.

Curatorial Clube is an online exhibition space where curators invite artists to perform an action in public space.
This action is registered photographically in a specific format and presented with an descriptive text.
The curatorial space in question is the framing of a 50 mm lens or equivalent. The actions take place and are recorded without the presence of public specifically for the occasion.




aqui | here:
http://www.curatorialclube.com/Susana-Mendes-Silva


Curatorial Clube é um projecto criado por Bruno Leitão | Curatorial Clube is project founded by Bruno Leitão
de uma ideia de Bruno Leitão e Marlon de Azambuja | from an idea of Bruno Leitão and Marlon de Azambuja

Friday, January 27, 2017

576.



luisa cunha
beyond the line

28 de Janeiro às 18h00
O ARMÁRIO
Calçada da Estrela 128-A
1200-666 Lisboa213 954 401
mail@a-montra.com

Thursday, January 26, 2017

575.


pedro tudela

conferência na esap sobre o seu percurso performativo
a partir das 17h30

+ info

Friday, January 20, 2017

574.


andré guedes
prospecto: príncipio, meio e ultimação | prospectus: beginning, middle and finishing
21/01
17:30 performance
pavilhão branco

Tuesday, September 13, 2016

573.


o museu como performance 2016
de 17 SET 2016 a 18 SET 2016
Cally Spooner, Gustavo Ciríaco, Jassem Hindi, Keith Hennessy & Eoghan Ryan, Mel O’Callaghan, Pedro Lopes, Quarto (Anna Mesquita e Leandro Zappala), Ramiro Guerreiro,  Sally Golding, Spatial

A segunda edição de "O Museu como Performance”, um eixo de programação do Museu de Arte Contemporânea de Serralves que sublinha a crescente importância da performance na arte contemporânea, apresenta no Museu e Parque de Serralves, durante dois dias, dez performances de artistas de várias partes do mundo (Canadá, Brasil, Austrália, Arábia Saudita, Reino Unido, Portugal), ligados a disciplinas artísticas tão diversas como as artes visuais, o cinema, a dança, a música e o teatro, que apontam para novas direcções no campo da performance. 

Os trabalhos que integram a edição deste fim de semana dedicado à performance revelam exemplarmente a sua vitalidade e diversidade. Contemplam projectos relacionados com a encenação teatral (Gustavo Ciríaco), ambientes performativos estranhos e provocatórios (Jassem Hindi & Keith Hennessy & Eoghan Ryan), abordagens físicas duracionais (Quarto), conferências-performance (Ramiro Guerreiro), explorações musicais (Pedro Lopes), acções inquietantes no Parque de Serralves (Mel O’Callaghan), cinema expandido (Sally Golding +Spatial) e até interpretações de canto lírico (Cally Spooner). 

Activando diversos espaços do Museu e do Parque, em diálogo com a arquitectura e o seu contexto natural envolvente, estes projetos convidam-nos a reflectir sobre a relevância e o alcance das actuais acepções de corpo, gesto, som e palavra.  

Acesso: Bilhete do Museu


Imagem: Quarto (Leandro Zappala & Anna Mesquita). [Corda Duracional], 2014. Fotografia: cortesia dos artistas.

572.
















o declive e a inclinação
joão ferro martins+alexandre pieroni calado

mala voadora, Porto
22h 24.09.16
18h 25.09.16

+info

571.


hande kader
de antónio lago & susana chiocca

17 setembro,
16h30 às 18h
no museu nacional soares dos reis
entrada livre


"Com base na pesquisa para a construção deste projecto, deparámo-nos com três pinturas que se relacionam de alguma forma com as temáticas do nosso trabalho: Mártir Cristão de Joaquim Vitorino Ribeiro (1879), Céfalo e Prócris de Marques de Oliveira (1879) e Jezabel devorada pelos cães por ordem de Jehu de Aurélia de Sousa (1911).
Dado os últimos acontecimentos ocorridos em Istambul com o massacre de Hande Kader, resolvemos homenageá-la nesta instalação sonora e performativa na qual apresentamos o martírio, a morte e o desejo."

back | regresso

voltámos depois de uma breve paragem
we are back after a small break